sexta-feira, 2 de março de 2012

RSPCA aconselha: Pare de criar cães!


Num apelo provocador emitido a semana passada, a RSPCA (a principal associação britânica de proteção animal) pede ajuda do público para acabar com a sobre-população canina no Reino Unido. O que pretendem não é uma doação – pedem para se deixar de criar cães. Com milhares de animais de companhia a serem abandonados todos os anos, os shelters não conseguem que saiam animais para adoção em números suficientes para permitir o acolhimento de novos.

Clique aqui para descarregar o comunicado de imprensa da RPSCA

4 comentários:

  1. O apelo faz todo o sentido e vai para além da recomendação de não criar cães. Pretende apelar à responsabilidade do proprietário/guardião de animais de companhia para cada um tomar um papel activo na diminuição dos animais errantes. O que me leva a deixar uma pergunta, que no fundo são duas:
    a) será moralmente reprovável comprar um cão de raça? e b) em alternativa, teremos a obrigação moral de acolher um animal vadio?

    ResponderEliminar
  2. Se a raça for uma das que têm severos problemas de saúde com base genetica, acho claramente moralmente discutível comprar um cão de raça. Ainda mais discutível é cria-los, claro, quem o faz é diretamente responsável pela existência destes cães e por consequência o sofrimento deles (e dos donos, no caso o problema levar à morte precoce do animal).

    O documentário Pedigree Dogs Exposed, visível num post recente no animalogos http://animalogos.blogspot.com/2012/02/num-ponto-sem-retorno.html fala por si próprio nesta materia.

    Num recente artigo em The Veterinary Journal
    http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1090023311002309
    Gregoire Leroy conclui
    "Although better management of genetic diversity may reduce the risk of dissemination of new inherited disorders, priority
    should also be given to reducing the incidence of inherited diseases. Identification of an increasing number of genes implicated in inherited diseases, as well as implementation of efficient breeding policies, will permit such a goal to be reached. However, such a challenge will not be achieved without the full cooperation of veterinarians,
    owners and breeders.

    ResponderEliminar
  3. O último número da Applied Animal Behaviour Science traz um artigo de revisão sobre a problemática do comportamento na criação de cães:

    http://www.journals.elsevierhealth.com/periodicals/applan/article/S0168-1591%2811%2900404-7/abstract

    Os autores (King, Marston, & Bennett) dão recomendações para diminuir o número de cães errantes assim como para prevenir ataques à comunidade:

    "Rather than restricting specific breeds, it would be more worthwhile in the short term to assess the behaviour of individual dogs to gain information on the dogs’ underlying
    temperament and personality. This, in conjunction with the development of programs aimed at educating the public on canine behaviour, should help to reduce the number of dog-related injuries to humans and improve the welfare of pet dogs by ensuring that dogs are placed in homes with owners capable of, and motivated to, interact with the dog in an appropriate manner."

    Os autores desenvolvem o seu raciocínio, na mesma linha do artigo que a Anna citou:

    "there is a clear need for more scientific research to be conducted on companion dog behaviour assessment protocols, and for the results to be widely disseminated, not only to other scientists, shelter organisations and breed clubs, but to the many dog breeders not affiliated with these kinds of organisations. Perhaps most importantly, breeders need to be included as collaborators in future attempts to develop behavioural assessments which may be of benefit to them."

    ResponderEliminar
  4. Não querendo entrar na discussão do comprar vs adoptar, mas tendo em conta que foi citado o famoso PedigreeDogsExposed aproveito para deixar aqui o link para (if you allow me) a vergonha que se passou este fim de semana no Crufts (uma das mais prestigiadas exposições), em que os vencedores de algumas raças (bulldog, mastim napolitano, basset hound, peke e clumber spaniel) foram impedidos de continuar para as finais do grupo após terem falhado o controlo veterinario ... http://www.thekennelclub.org.uk/item/4199/23/5/

    ResponderEliminar

Obrigado pela sua participação no animalogos! O seu comentário é bem-vindo, em especial se fornecer argumentos catalisadores da discussão.

Embora não façamos moderação dos comentários, reservamo-nos no direito de rejeitar aqueles de conteúdo ofensivo.

Usamos um filtro automático de spam que muito ocasionalmente apanha mensagens indevidamente; pedimos desculpa se isto acontecer com o seu comentário.